voltar

Desafios para o setor segurador em 2022

25.03.2022
Desafios para o setor segurador em 2022
Quais os grandes desafios para o setor segurador em 2022? 

O setor segurador continua a enfrentar vários desafios, como a rentabilidade, impacto dos ciclos económicos, de capital, entre outros. Destaco, no entanto, uns que não sendo novos, são também de grande importância e para os quais é fundamental encontrar respostas. Os modelos de negócio mantêm-se? As operações estão a tornar-se digitais ou continuam em larga medida analógicas? É possível responder aos novos perfis de consumo e oferecer novos produtos e serviços? 

É fundamental que o setor se foque em melhorar os seus modelos de distribuição incluindo a estratégia de "go to market” e capacidade de venda, em construir ou atualizar os ecossistemas, em implementar uma infraestrutura flexível para modelos alternativos, repensando os modelos de subscrição e captando talento com o perfil adequado para responder aos desafios atuais. 

Para se transformar efetivamente os negócios, acompanhando as tendências de consumo e transformando os desafios em oportunidades, é necessário fazer mais do que ajustes fragmentados em linhas de negócio ou áreas funcionais. Temos de ter foco no cliente, expandir as funções analíticas e de automação, desenvolver produtos realmente inovadores e ser ágeis. 

Estes movimentos culturais e comportamentais levam tempo e por isso é tão importante fazermos já para assegurar o futuro. O que se fizer hoje vai determinar a direção dos próximos anos. 

 



Que papel deverá ter o setor na melhoria da literacia e da poupança na sociedade? 

A iliteracia financeira, em geral, e da poupança em particular, a par da iliteracia de gestão de risco, constituem um problema.  

Há várias iniciativas que procuram promover a melhoria da iliteracia, mas o setor não está a conseguir fazê-lo de forma estruturada. 

Apesar disso, são importantes todas as iniciativas e, sem prejuízo de uma reflexão mais profunda, que se continue a promover a literacia e importância da poupança através de programas de formação integrados nas Academias, organização de seminários, ligações às Associações Profissionais, entre outras. 

Na MDS, enquanto líderes de mercado, temos vindo a cumprir esta missão de forma ativa e empenhada, nomeadamente através de várias ações de formação e seminários junto de diversas universidades, bem como de ações de sensibilização, como é o caso do Projeto de Educação Financeira "No Poupar está o ganho” desenvolvido com a Fundação Cupertino de Miranda. Um dos melhores exemplos do propósito da MDS em promover a literacia sobre seguros e risco é a FULLCOVER, uma revista idealizada e produzida pela MDS, há mais de 15 anos que em todas as edições conta com a colaboração e contributos de importantes líderes e especialistas do setor. 

 


Ricardo Pinto dos Santos, CEO da MDS Portugal
Publicado no Suplemento Quem é Quem - Seguros do Jornal Económico

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi